MANUAL DO PARTO HUMANIZADO
PROJETO LUZ da JICA
 

Sumário
Ficha Técnica

1. Apresentação
 
 
 

parte 1 :: parte2 :: parte 3
parte 4 :: parte 5 :: parte 6

SUMÁRIO

  1. Apresentação
  2. Recomendações para Humanização do Parto e Nascimento
  3. História de um parto feliz
  4. Acompanhamento à Gestante na maternidade passo a passo
  5. Classificação de Práticas no Parto Normal
  6. Anexo: posição para o trabalho de parto e o parto

Fortaleza, janeiro de 2000

Ficha técnica

MANUAL DO PARTO HUMANIZADO é uma publicação do PROJETO LUZ da JICA - Agência de Cooperação Internacional do Japão - em parceria com o Governo do Estado do Estado do Ceará através da Secretaria de Saúde do Estado. A JICA é responsável pela implementação de programas e projetos de cooperação técnica do governo japonês com países em desenvolvimento - 11 deles no Brasil -, com matriz em Tokyo e o escritório em 50 países. Escritório do Ceará: Praia de Iracema - Av. Almirante Barroso, 600 - FONE/FAX: (85) 488.2217.
 

Concepção: Equipe Técnica do Projeto Luz - JICA/SESA
Fotos: Ana Neiry (Maternidade Escola Assis Chateaubriand).
Jornalista responsável: Demétrio de Andrade (996.9669) - Mtb 843/04/049-CE.
Composição: Alfredo Júnior.
Impressão: Tipogresso (254.2727).
Tiragem: 1.000 exemplares.

Nós agradecemos a colaboração do 
Dr. Francisco Manuelito Lima de Almeida (Dr. MEAC)
e da Enf. Isolda Silveira (MEAC)

1. APRESENTAÇÃO

A JICA, através do PROJETO LUZ, vem desencadeando uma série de ações pertinentes à divulgação dos princípios e técnicos que norteiam o parto humanizado. Muito do que foi transmitido - e aprendido - no contato com os profissionais de saúde e as próprias gestantes está resumido nesta publicação.

O MANUAL DO PARTO HUMANIZADO tem linguagem simples e é fartamente ilustrado. Não por acaso. Sua intenção é democratizar ao máximo as idéias nele contidas. Trata-se de um material precioso na orientação dos que compreendem a importância do parto humanizado.

Ver o parto como um momento de alegria - e não como doença; tratar a mãe como um ser humano, com delicadeza, segurança e conforto - e não como mais uma paciente; incentivar o acompanhamento do pai ou de parentes - socializando a felicidade; e tornar o parto normal uma prática comum, porque mais saudável para a mãe e o bebê.

São regras tão simples como revolucionárias. Atitudes que podem mudar radicalmente - e para melhor - a realidade da saúde materno-infantil no Ceará, no Brasil e no mundo. Boa leitura.

Dr. Kiyoshi Haneda
 

parte 1 :: parte2 :: parte 3 :: parte 4 :: parte 5 :: parte 6

Direitos Autorais