Eliana Maria Lorieri

Parto cesáreo de Levi, em situação de pouca explicação e muita insegurança


 


Eu e meu marido tínhamos nos preparado para o parto normal, onde ele estaria presente. Fizemos curso de gestante juntos e até fizemos um trabalho corporal a três com a professora de dança Tutti Madazzio, que também deu seu depoimento por ter feito parto natural em casa.

Já tinha passado a data prevista de parto 5 dias, então o médico nos mandou ao hospital fazer exame de amnioscopia. Chegando lá, uma médica nos atendeu e pediu para o meu marido providenciar a documentação de internação, a partir daí eu não o vi mais... Me levaram para uma sala e anunciaram a cesárea (1ºsusto!).

Uma terrível sensação de desespero tomou conta de mim, tanto fiz que consegui falar com meu médico que se encontrava no plantão, mas nada mudou. Fiz de tudo para conseguir falar ao menos com o meu marido, mas não me deixaram alegando que eu já estava esterilizada. Falei com muitas pessoas (enfermeiras, auxiliares, médicos...) que eu precisaria do meu marido ao meu lado, pelo menos. Que nós havíamos nos preparado, inclusive no próprio hospital para isso, mas nem ao menos o deixaram entrar (2º susto).

Fui então, sozinha e desesperada! Na hora h, tentei me acalmar... O bebê nasceu perfeito, apgar 9 e 10, um menino de 3.605kg, chama-se Levi, e isso é o que me tranqüiliza!

Na época cheguei a ter pesadelos! Talvez por ter tido medo de tomar uma atitude! A cesárea pode até ter sido necessária, mas não vejo motivos para o meu marido ter sido impedido de entrar comigo, o que me traria muita força e conforto! Também acho que poderiam ter me tratado com mais humanidade, me colocando a par do meu processo para que me conformasse se fosse o caso.

Acabei me sentindo como um produto industrializado produzido em série nesse sistema capitalista! Chegaram a comentar que o meu plano de saúde não é uma Sulamérica! Se tiver uma próxima vez, vou tentar fazer tudo diferente, afinal, para os médicos o meu parto era apenas mais um entre tantos, mas para mim era único e essa experiência eu nunca mais vou esquecer!

 

Eliana Maria Lorieri
E-mail:
elianalorieri@hotmail.com

 

página principal          menu de depoimentos


Direitos Autorais