Abaixo Assinado das Amigas do Parto


As mudanças que reinvidicamos se fazem necessárias dada a altíssima taxa de cesárea em nosso país, especialmente nos hospitais particulares. O uso indiscriminado e rotineiro de técnicas e tecnologias intervencionistas, sem respaldo em evidências científicas, também descaracterizam o parto normal, tornando-o mais doloroso e perigoso. Aquilo que queremos e acreditamos permeia nosso site. Colocamos abaixo um pequeno texto que resume aquilo que consideramos essencial:

Queremos resgatar o poder transformador e afetivo-cultural do parto, devolvendo-o às mulheres. Para isto, é necessário que as pessoas envolvidas sejam mais importante que as técnicas utilizadas. Acreditamos que humanizar o nascimento é fazer com que a mulher seja protagonista do processo; nossa capacidade e confiança em dar à luz podem ser potencializadas ou tolhidas dependendo das pessoas que nos atendem e do ambiente em que nós parimos.

Por isso Liberdade é fundamental: liberdade para se informar; para conversar com e/ou questionar o profissional que nos atende; para escolher o local do parto; para nos movimentar como quisermos durante o trabalho de parto e para ficar na posição que preferirmos na hora de parir.

Um parto seguro implica no uso de tecnologias apropriadas e baseado em evidências científicas. Daí a importância dos profissionais que nos atendem seguirem as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde), 1996.

Queremos ser ouvidas e respeitadas neste momento tão importante.



Direitos Autorais